Por que usar Grafiato ou Textura?

Por que usar Grafiato ou Textura?
Para quem deseja algo diferente, com um tom de sofisticação. Mais do que isso, funcionam como isolante térmico e acústico. Elas não servem apenas para alterar as características da superfície. Os grandes trunfos da textura são o baixo custo, a durabilidade e a facilidade de aplicação. 

Comparação de custos Tintas x Texturas

- As tintas de látex PVA, à base de água, para pinturas de interiores, custam cerca de R$4,00 reais por m2 e duram em torno de dois anos.
- As tintas acrílicas, recomendadas para áreas externas, duram +- 3 anos e saem por R$6,00 reais o m2.
- Importante: É o custo só da pintura. (tintas + mão de obra).
- Não está considerado a preparação da parede (reboco, massas grossa, fina, corrida, fundo…+ mão de obra)
- A textura interna ou externa, pela própria consistência mais rígida e compostos, dura mais de 10 anos.
- E seu preço fica entre R$10,00 e R$15,00 reais , Eliminando a preparação, no caso massas grossa, fina e massa Corrida.

    A grande vantagem das texturas é que podem ser aplicadas sobre os tijolos, ou se a superfície estiver muito irregular, imediatamente após o reboco, evitando o emprego de massa fina e corrida. “Isso garante economia de tempo e de material”, explica o arquiteto Gabriel Matravölgyi, de São Paulo. Na hora da escolha da tinta ou da textura, observe algumas recomendações dos especialistas:

    - É melhor comprar texturas coloridas do que pintá-las. Se um pedaço descascar, não se verá o branco por baixo.
    - Tintas coloridas necessitam de duas ou três demãos para ficar no tom exato.
    - Guarde as especificações do produto para garantir futuros retoques.
    - Textura numa única parede do ambiente valoriza outras superfícies.
    - Cores fortes ficam melhor em lugares em que se permanece pouco tempo, como o hall ou a sala de jantar.
    - Nos demais espaços, tons claros agradam mais.


      Defeitos? Só têm um: Emendas. “Se a textura é complexa, com muitos desenhos e precisar de reparos (o que é improvável), é difícil refazer o mesmo desenho num pedaço pequeno.”, diz o engenheiro Cássio Vicentin. “O melhor é aumentar o espaço a ser refeito para ter emendas perfeitas. Se a textura é simples ou rústica, fica fácil fazer remendos, que ficam imperceptíveis”